Entrevista de emprego: o que vestir?


A maneira em que nos vestimos diz muito sobre quem somos ou, pelo menos, o que tentamos ser ou mostrar. A roupa é a primeira comunicação não falada que estabelecemos com algum desconhecido e quando esse desconhecido é alguém que vai nos avaliar de alguma maneira, então, a preocupação deve ser dobrada. Torça ou não o nariz para esse fato, a roupa diz muito mais sobre a sua personalidade do que você imagina em uma entrevista de emprego. É importante, claro, que você tenha as competências necessárias para a vaga almejada mas, se puder somar isso ao guarda roupa, as chances da contratação crescem infinitamente.

A primeira coisa a ter em mente é que você não precisa vestir algo que nunca tenha vestido ou sair completamente do seu estilo só para causar boa impressão na entrevista. Nosso corpo fala por nós, e dão sinais que o entrevistador estará atento, não tenha dúvidas. É preciso estar confortável, sobretudo, e saber usar as peças que você tem no armário.

Pautaentrevista2

É importante saber com propriedade duas coisas: a primeira é saber o código de vestimenta para cada área de atuação. Para carreiras mais criativas, ou novas áreas como publicidade e propaganda, por exemplo, é normal certa descontração na roupa e um despojamento proposital. Já no meio corporativo (mais formal) como o mercado financeiro ou administrativo, a roupa não deve ter sinais de descontração como estampas ou cores muito fortes.

Esqueça roupas muito justas ou curtas demais, assim com decotes, alças e tecidos que podem marcar o corpo, como malhas. Por mais que você as use no final de semana, o dia-a-dia corporativo exige que você invista em recortes atemporais e peças que sejam, sobretudo, confortáveis.

Pautaentrevista3

Você pode usar jeans desde que a empresa tenha colaboradores com este perfil. Como dito anteriormente, vale pesquisar a fundo o site institucional, fotos e até onde a empresa está situada, que pode dizer muito sobre a possível casualidade da roupa (por exemplo, empresas em cidades litorâneas costumam ser mais descontraídas). Caso contrário, prefira peças clássicas com recortes atemporais. As estampas também devem ser evitadas. Errar no traje usando peças em cores neutras é impossível. Confira se as peças estão bem limpas e passadas, sem marcas ou linhas soltas. Evite o branco por causa da sujeira.

Outros cuidados são importantes como os acessórios. Eles não devem nunca aparecer mais que a roupa ou chamar mais atenção. Colares e brincos discretos usados, nessas ocasiões para completar um visual e não mostrar tendências ou design diferenciado. O mesmo serve para a maquiagem: faça o uso equilibrado dela e evite batons fortes e sombras pesadas. A idéia é se preocupar em manter uma pele com aspecto saudável, do que ficar produzida. Use bolsas de tamanho médio e a organize internamente antes de sair de casa.

Paula Pianezzola

Executiva da área de projetos, formada em Administração de Empresas. Consultora de imagem e apaixonada pelo mundo da moda.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *